STF COMEÇA A JULGAR A POSSIBILIDADE DE DESAPOSENTAÇÃO.

08/10/2014

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

STF começa a julgar possibilidade de desaposentação

O Supremo Tribunal Federal (STF) começa a julgar hoje (8) a possibilidade de o aposentado pedir a revisão do benefício por ter voltado a trabalhar e a contribuir para a Previdência Social. A questão é conhecida como desaposentação e terá impacto em 70 mil ações que estão paradas na Justiça à espera da decisão.

Um dos recursos que serão julgados é de um aposentado que pediu ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) a interrupção do pagamento da atual aposentadoria por tempo de serviço e a concessão de um novo benefício por tempo de contribuição, com base nos pagamentos que voltou a fazer, quando retornou ao trabalho.

Atualmente, o INSS não reconhece a desaposentação e vai defender a ilegalidade da revisão durante o julgamento. Segundo o Artigo 18 da Lei 9.528/97, o aposentado que volta a trabalhar não pode ter o benefício revisado. “O aposentado pelo Regime Geral de Previdência - RGPS - que permanecer em atividade sujeita a esse regime, ou a ele retornar, não fará jus a prestação alguma da Previdência Social em decorrência do exercício da atividade, exceto ao salário-família e à reabilitação profissional, quando empregado”.

A decisão que for tomada pelos ministros terá impacto automático em 6.831 processos semelhantes que foram suspensos pelo STF até que a questão seja julgada. De acordo com o Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP), que vai defender a desaposentação, 70 mil ações aguardam a decisão do Supremo.

O relator da ação é o ministro Luís Roberto Barroso.
Fonte: Agência Brasil/APOIO Sindenel.

DATA-BASE COPEL 2014/2015

30/09/2014

CAROS COMPANHEIROS, APÓS APURADO OS VOTOS DO TRABALHADORES DA COPEL, VISANDO DELIBERAR SOBRE A PROPOSTA NEGOCIADA ENTRE SINDICATOS E EMPRESA, A MESMA RESTOU APROVADA POR 2294 SIM E 1805 NÃO.

RESULTADO ASSEMBLÉIA ACT 2014 / 2015

DIA: 30/09/2014

SIM: 2894   ---  NÃO: 1805

PARABÉNS A TODA FAMÍLIA TÉCNICA DO PARANÁ E DO BRASIL PELO SEU DIA.

21/09/2014


NEGOCIAÇÃO COLETIVA DE TRABALHO COPEL 2014/2015

10/09/2014


AMIGOS TÉCNICOS DA COPEL, INFORMAREMOS O ANDAMENTO NEGOCIAL EM TEMPO  REAL, ATRAVÉS DO FACEBOOK E BLOG DO SINDICATO.

- 09:12 -A empresa mantém os índices anteriores.

- No reajuste salarial até o momento a Copel garante o INPC .

- Nesse momento esta sendo discutido a política salarial da empresa.

- A empresa garante a Data-Base.

- Auxilio alimentação INPC e vale lanche entra agora para ser discutido em data base reajuste INPC.

- Auxilio creche INPC.

- Auxilio educação INPC.

- Gratificações de férias será apresentado amanhã com alterações.

- Gratificações de funções, a Copel entende que  a GF tem que seguir valor de mercado.

- Abono, será apresentado amanhã .

- Garantia de emprego será mantido a cláusula anterior.

- O trabalhador só poderá ser demitido por justa causa, após processo administrativo concluído.

- Por hoje estamos  encerrando  a reunião, amanhã a partir das 09:00 reiniciara .

- 09:10 - Iniciou  Reunião, aonde a empresa explanou sobre o PSDV, deixara decisão judicial.

- Foi discutido cláusulas a cláusulas, para na sequencia deliberar sobre evolução dos valores de reajuste.

- 16:06 

-  Reajuste salarial INPC.

- Abono salarial, proposta do ano passado, 01 uma remuneração básica e mais R$ 3.300,00.

- Auxilio alimentação R$ 810,00.

- Vale lanche R$ 96,00 e fica incorparado a negociação data base.

- Auxilio educação 70% com teto de  R$ 660,00.

- Auxilio creche R$ 380,00.

- Piso de férias  R$ 2.200,00

- Auxilio a pessoas  com deficiências R$ 500,00

Devemos avançar, pois as propostas não atende aos nossos anseios.

A luta continua...


17:05

Estamos encerrando por hoje, pois a empresa estara se reunindo com a Diretoria  para amanhã trazer
nova proposta , pois essa não atende os nossos anseios.



09:15

Conforme solicitação da empresa para iniciamos  a negociação hoje  10:00 hr , nesse momento os representantes da empresa encontram-se reunidos  com a Diretoria da Empresa discutindo novas propostas.

10:18 - dia 12/09

ABONO SALARIAL :   01 REMUNERAÇÃO + R$ 3.500,00

REAJUSTE SALARIAL:  INPC   + ou -  6,3 %

"CORREÇÃO SALARIAL AINDA EM  NEGOCIAÇÃO."
AUXILIO ALIMENTAÇÃO:   R$ 820,00

VALE LANCHE: R$ 100,00

AUXILIO EDUCAÇÃO: R$ 700,00 TETO

AUXILIO CRECHE: R$ 400,00

PISO FÉRIAS: R$ 2.200,00 s/ avanço


11:51

Se faz presente na mesa negocial do Diretor Financeiro da Copel.

Explanamos ao Diretor Financeiro  sobre a necessidade de melhorar essas propostas,
nesse momento os Representes da Empresa estão reunindos analisando a nossas solicitações.



12: 37

Proposta final da Empresa:

ABONO SALARIAL :   01 REMUNERAÇÃO + abono R$ 3.500,00  --  abono passou para R$ 4.000,00

  INPC   + ou -  6, 3 %  ainda não foi divulgado o índice oficial

"CORREÇÃO SALARIAL ."  7 %   passou para 7, 3 %  FINAL 7,5 %

AUXILIO ALIMENTAÇÃO:   R$ 820,00   passou para R$ 840,00

VALE LANCHE: R$ 100,00

AUXILIO EDUCAÇÃO: R$ 700,00 TETO

AUXILIO CRECHE: R$ 400,00

PISO FÉRIAS: R$ 2.200,00 s/ avanço



12: 48

Encerrando a Reunião, após ser apresentado a proposta final da Empresa.

Pensem, reflitam e particiapem das Assembléias e decidam.

As assembléias serão em conjunto, entre as entidades Sindicais.







RELAÇÃO DOS TÉCNICOS DA SANEPAR QUE RECEBERÃO A DEVOLUÇÃO DOS DIAS DESCONTADOS DO SALÁRIO REFERENTE A GREVE 2007

01/08/2014

1-AGILMAR ANTONIO DALLA VECHIA
2-ALAN JONIS PANNO
3- ALEXANDRE DOMINGOS B. BARTHOLO
4-ALEXSANDRO CASTELLI RISEIKI
5- AMARILDO ANGELO BUSATA
6- ANA PAULA FERREIRA SIQUEIRA
7- ANGELA MARIA MAXWELL
8- ARILDO MARCOS BUSATA
9- ARNALDO GOMES DA SILVA
10- AROLDO NASCIMENTO RAMOS
11- CARLOS ROBERTO GUILHEM
12- CELIA MARA BASEGGIO
13-CELSO LUIZ DE OLIVEIRA
14- CLARENCI LUIS BORGES BRUM
15-CLAUDINEI BATISTA DE ARAUJO
16- CLAUDIO ANDRE STEIN
17- CLEVERSON LUIZ RIZZON
18- DANIELI DA ROCHA
19- DENIS DE ALMEIDA MACIEL
20-DOUGLAS PAZELO
21- EDENILSON ALBANI
22- EDIANEZ REDOLFIC
23- EDSON LUIS HINKELDEI
24- EDSON SOLEY GOBATTO
25- EDUARDO FERREIRA DA SILVA
26- ELIAS ANTUNES
27- ELY ZACARKIN
28- EMERSON  MARCELO DOS SANTOS
29- EMERSON WEIRICH
30- EVANDRA MEDEIROS BOZI
31- EVANOR CORDEIRO PEREIRA
32- EVERALDO ULBINSKI SCHUCH
33- FABIO LEAL OLIVEIRA
34-FABIO MARQUES DE FREITAS
35- FRANCISCO JOSE  AZEVEDO FREIRE
36- GELSO RAIMUNDO Z DE AVILA
37- GELSON LEANDRO KAUL
38- GIOVANI DA VEIGA
39- HELENO GIACHINI
40- JACKSON LUIS KERKHOFF
41- JOAO GABRIEL NETTO
42- JOEL RICARDINI
43- JONAS MARCELO CHAPUIS
44-JORGE TANGI
45- JOSÉ CICERO TEIXEIRA CORDEIRO
46- JUCIANE DA SILVA ASSIS
47- JULIO CESAR OLIVIERI REFUNDINI
48- JULIO CEZAR ZANDRINI
49- LUANA NASCIMENTO SENA DO CARMO
50- LUIZ BORGES DA SILVA
51- LUIZ CARLOS ARANTES
52- LUIZ CARLOS COSTA SOARES
53- MARCELO JOSE VERGUTZ
54- MARCIO FRANCISCO CHAGAS
55- MARCIO GAMBA
56- MARCIO JOSE DO NASCIMENTO
57-MARCIO WILLIAN TRIANOSKI PEREI
58- MARCO ANTONIO DE PAULA SANTANA
59- MARIA DE FATIMA BENTO  KISSULA
60- MAURICIO RODRIGO CARVALHO
61- NILSON ALFREDO DOS SANTOS
62- ORIVALDO LEMES DA SILVA
63- OSEIAS FRAGOSO
64- OSNI BALDO
65-PATRICK  MUNHOS  XAVIER D CAMPOS
66- PAULO DONIZETE FONTEQUE
67- PAULO MESSIAS DA MOTA
68- PAULO RAFAEL CARVALHO DE OLIVE
69- PAULO SERGIO DOS SANTOS
70- RAFAEL FRANCIS LEITE
71- RAFAEL WINTER
72- REINALDO APARECIDO LOPES
73- REYNALDO MANTOVANI JUNIOR
74- RICARDO VALENTIM RAMBO
75- RODOLFO KOCHHAN DE  FRAGA
76- SERGIO RICARDO VERONEZE
77- SHEILA PERSEKE DE CRISTO SILVA
78- SILVANA KOSTANEKI
79- SILVIO OLIVEIRA
80-SOLANGE LOPES NASCIMENTO
81-VALDECIR RODRIGUES DE ALMEIDA
82- VALDIR DALSENTE
83-VANDERLEI NIENDICKER
84- VIVIAN ANDREA GONÇALVES
85- VIVIANE MARIA LUDER

OBS: CAROS TÉCNICOS CASO TENHAM INTERESSE  DE AGILIZAR O  PROCESSO DO RECEBIMENTO NOS ENVIEM  OS DADOS PARA DEPÓSITO EM CONTA CORRENTE E ENVIAREMOS OS COMPROVANTES DOS VALORES POR E:MAIL




TÉCNICOS DA COPEL REJEITAM PROPOSTA DE ALTERAÇÃO DE ESCALAS DE REVEZAMENTO E BUSCAM A JUSTIÇA.

16/06/2014

Realizamos assembléia com técnicos da Copel, visando analisar proposta da empresa alterando as escalas de revesamento. Após ampla discussão restou  rejeitada a mesma e deliberou-se pela busca dos direitos dos trabalhadores pelo caminho judicial, pois a Súmula 277 foi claramente desrespeitada. Vamos a luta, pois acreditamos na vitória.